Acesso Restrito

  1.  
  2.  

Auditoria de Incorporações, Fusões e Cisões

 

Nos processos de incorporação de cooperativas de crédito deve ser observado, além das exigências legais, que as sociedades envolvidas devem elaborar balancete patrimonial, na data-base, devidamente transcrito no Livro Diário ou Balancetes Diários e Balanços, acompanhado do respectivo parecer da auditoria externa, contemplando:

 

- realização de inventário e conciliação geral dos elementos do ativo e do passivo, com contabilização de eventuais diferenças encontradas;

 


- ajuste pro rata temporis, até a data-base, das operações ativas e passivas, bem como das demais receitas e despesas, mesmo quando a liquidação financeira vier a ocorrer em data posterior à data-base;

 


- provisão para atender a perdas prováveis e eventuais desvalorizações de elementos do ativo;

 


- contabilização das quotas de depreciação e amortização;

 


- avaliação dos investimentos relevantes sujeitos ao método da equivalência patrimonial;

 


- provisão para pagamento de tributos e participações no lucro, se for o caso;

 


- provisão para passivos contingentes que possam ser estimados e cuja realização seja provável.

 


 

A Cnac possui comprovada experiência em revisão limitada nas cooperativas em processo de incorporação, realizando diversos trabalhos a longo dos exercícios.

Voltar

CNAC - Confederação Nacional de Auditoria Cooperativa © 2011